Sites Grátis no Comunidades.net

The Beatles & Carreiras Solo

The Beatles & Carreiras Solo

PLEASE PLEASE ME

( Parlophone )
Produzido por George Martin
Data de lançamento UK - 22 Março 1963
Lançamento em CD  - 26 Fevereiro 1987
1 - I SAW HER STANDING THERE
2 - MISERY
3 - ANNA ( GO TO HIM )
4 - CHAINS
5 - BOYS
6 - ASK ME WHY
7 - PLEASE PLEASE ME
8 - LOVE ME DO
9 - P.S. I LOVE YOU
10 - BABY IT´S YOU
11 - DO YOU WAN TO KNOW A SECRET
12 - A TASTE OF HONEY
13 - THERE´S A PLACE
14 - TWIST AND SHOUT

 

 

História de cada disco por Steve Turner (Extraído do livro "The Beatles, A História Por Trás De Todas As Canções")

 

Um dos maiores trunfos dos Beatles foi que, em 1962, ano em que gravaram seu primeiro álbum, eles já eram artistas experientes, versados em soul, gospel, R&B, blues americano e rock. Deram duro para aprender. Eles sabiam como as canções eram feitas porque, por não ter dinheiro para comprar partituras, tinham de decifrar letras e descobrir as harmonias ouvindo repetidas vezes os discos. Como tinham tocado tanto par adolescentes deslumbrados em sessões na hora do almoço do Cavern Club, em Liverpool, quanto para executivos alemães inebriados em Hamburgo, sabiam como animar, acalmar e seduzir uma platéia.

John e Paul estavam juntos havia cinco anos, George estava com eles quase o mesmo tempo. Ringo, que substituiu Pete Best na bateria, era um membro recente, mas a banda o conhecia desde 1959, e por ter feito parte da banda Rory Storm and the Hurricanes havia tocado nos mesmos lugares.

Nessa época, o repertório dos Beatles era o padrão-as canções mais conhecidas dos artistas de rock mais conhecidos. No topo da lista estava Elvis Presley. Eles faziam covers de quase trinta gravações dele, além de tocarem músicas de Chuck Berry, Buddy Holly, Carls Perkins, Gene Vincent, Fats Domino, Jerry Lee Lewis, Larry Williams, Ray Charles, The Coasters, Arthur Alexander, Little Richard e The Everly Brothers. Estudando a música desses artistas, John e Paul aprenderam as noções básicas de composição.

Quando se juntavam na casa de Paul para escrever suas próprias canções, reagrupavam acordes e temas familiares para fazer algo que fosse marcadamente deles. Foi assim que o riff de baixa de uma música de Chuck Berry foi incorporado a "ISaw Here Standing There", uma canção sobre uma garota no Tower Ballroom, em New Brighton, e dessa maneira também o som da voz de Roy Orbinson veio a ser a inspiração por trás de Please Please Me, o primeiro single dos Beatles a chegar no topo das paradas.

Ás vezes, as músicas eram sobre incidentes da vida deles, mas em muitas ocasiões os temas das letras, assim como a harmonia, eram emprestados de canções alheias. Nesse estágio, as letras tinham mais a função de criar sons e impressões do que de transmitir mensagens. A maior parte do álbum de estreia foi gravada em uma única sessão, em 11 de fevereiro de 1963. Ele foi lançado em 22 de março de 1963 e chegou ao topo das paradas britânicas. Nos EUA foi intitulado Introducing The Beatles e lançado no pouco conhecido selo Vee Jay. A versão americana não incluia "Please Please Me" nen "Ask Me Why" e não chegou às paradas.


I SAW HER STANDING THERE  ( Lennon - McCartney )
Com uma simples contagem de Paul os Beatles dão início a sua carreira. Um simples Rock'n'roll  cantado por Paul  abre o disco. Os 'ooooh's  de John e George em breve se tornariam a marca registrada do grupo. John Lennon faria uma versão dessa música 12 anos mais tarde, no concerto em que dividu o palco com Elton John, por incrível que pareça, pois essa música é de Paul.

A contagem inicial: One, Two, Three, Four, dá a impressão de um registro de uma apresentação ao vivo.

Originalmente intitulada "Seventeen", conta uma história simples de um garoto que vê uma garota no salão de bailes, e depois de dizer a ela que sua beleza está muito além de qualquer comparação "Way beyond compare" , resolve que quer dançar somente com ela. Então atravessa o salão e seu coração faz bum. "Crossed the room, went boon"

Roberto Carlos faria algo mais ou menos parecido em a Garota do Baile, tempos depois.

 

https://www.youtube.com/watch?v=mrBMFZmQN3w

 


MISERY ( Lennon - McCartney )
Composta principalmente para ser gravada por Helen Shapiro ( cantora que excursionava com os Beatles ), a música é de John, com alguma participação de Paul. John canta e George Martin toca piano.

Se Paul havia demonstrado plena confiança de que dançaria com a garota do baile, John reclama de uma outra garota que o havia abandonado, deixando-o solitário.

O verso inicial já começa com essa lamentação. "The world is treating me bad, misery" -  O mundo está me tratando mal, miséria.

 

https://www.youtube.com/watch?v=Qz-TMAB8CP0

 


 ANNA ( GO TO HIM ) ( Alexander ) 
O 1º cover do disco. Uma simples balada que já havia sido gravada anteriormente por Arthur Alexander  em 1962. John canta e Paul e George fazem o coro.

Por não ser uma música dos Beatles essa como outras de outros autores não possui comentários, por não trazer o sentimento deles nas composições.

 

https://www.youtube.com/watch?v=Jn76GwrA8pY

 


CHAINS ( Gerry Goffin / Carole King )
A estréia de George como cantor num disco dos Beatles. A música já havia sido gravada por 'The Cookies', e Carole King, a compositora, faria anos mais tarde sucesso com 'It´s Too Late'.

 

https://www.youtube.com/watch?v=9xyOAZCgho4

 


BOYS ( Luther Dixon / Wes Farrel )
A contribuição do vocal de Ringo nesse disco se dá num cover do grupo americano 'The Shirelles', de 1960. Esquisito mesmo é pensar porque cargas d'água Ringo estaria cantando uma musica dedicada à 'garotos'.

 

https://www.youtube.com/watch?v=Vu9j4syEJDE

 


ASK ME WHY ( Lennon - McCartney )
Originalmente o lado B do single ' Please Please Me', a música já havia sido gravada no ano anterior. Uma das primeiras harmonias mais trabalhadas do grupo, a música é de John, com Paul e George fazendo as vozes de fundo.

Tendo John como principal compositor, esta é uma canção de amor peso-leve dos shows do grupo no Cavern Club.

 

https://www.youtube.com/watch?v=PhIz1GQqSdA

 


PLEASE PLEASE ME ( Lennon - McCartney )
O primeiro Hit do grupo. A música original era mais lenta, no estilo choroso de Roy Orbison. George Martin achou por melhor acelerá-la.  Assim como Love Me Do, Os Beatles brincam com o sentido da palavra 'Please'.
Música de John, e um dos primeiros registros de sua harmônica, que seria um instrumento indispensável na 1ª fase dos Beatles.

É uma música pop que soa inocente, porém alguns críticos a consideravam subversiva por verem nela um pedido de igualdade sexual. Robert Christgau aumentou a polêmica dizendo que era sobre sexo oral.

Sobre isso Paul comentou: "Se eles quisessem, poderiam ter encontrado diversos duplos sentidos no começo de nosso trabalho. E quanto a "I'll Keep You Satisfied" ou "Please Please Me? Tudo pode ter duplo sentido se você procurar o bastante". 

 

https://www.youtube.com/watch?v=_8zrn41oByU

 


LOVE ME DO ( Lennon - McCartney )
Apesar de ter sido gravada em Setembro de 1962, essa versão NÃO é mesma lançada no single 'Love Me Do'. George Martin ainda suspeitava das habilidades de Ringo, portanto gravou essa música 2 vezes, uma  em 04 de Setembro  e outra em 11 de Setembro, com outro baterista,. A versão do LP conta com o baterista Andy White, com Ringo no pandeiro. música de Paul. cantada por ele.

Foi o primeiro grande sucesso dos Beatles na Inglaterra e era bem estranha para uma geração acostumada a ouvir um pop insípido tocado por homens com cabelos curtos e sorriso limpo.

A letra é a mais básica possível com muitas palavras de uma só sílaba e de 21 repetições de "Love"

"I love you forever so please love me return" - Eu amo você para sempre, então por favor, retribua o meu amor", é tudo o que a letra tem a dizer.

 

https://www.youtube.com/watch?v=bJE-dRnGBRg

 


P.S. I LOVE YOU ( Lennon - McCartney )
Lado B do single 'Love Me Do'. Música de Paul, cantada por ele num estilo a lá Elvis.

Embora a namorada de Paul à época Dorothy "Dot" Rhone, achasse que a música tivesse sido composta para ela, Paul diria mais tarde que não tinha alguém específico em mente.

Composta em forma de carta, seria a precursora de outras músicas como "Paperback Writer" e "When I'm 64".

Paul e Dot continuaram namorando, mas terminaram no verão de 1962.

 

https://www.youtube.com/watch?v=6nLV74gCe8E

 


BABY IT´S YOU ( Hal David / Burt Bacharach / Barney Willians )
Outro cover da banda. Uma balada de Burt Bacharach ( compositor que faria sucesso nos anos seguintes ) cantada por John. George Martin toca o solo de piano.

 

https://www.youtube.com/watch?v=sMzg11-DJKk

 


DO YOU WANT TO KNOW A SECRET ? ( Lennon - McCartney )
Composição feita por John para o cantor 'Billy J. Kramer', empresariado por Brian Epstein, na qual chegou ao 1º lugar nas paradas. A idéia dessa música veio do desenho animado 'Cinderela', e na versão dos Beatles George Harrison é quem canta.

 

John gravou uma demo dessa música dentro de um banheiro (como ilustra a descarga do vaso sanitário ao final da música) e foi oferecida a outro artista de Epstein, Billy J. Kramer, que a levou para a Alemanha como parte de seu set list, mas voltou de lá convencido de que a música não agradava ao público, porém a EMI gostou tanto que lhe ofereceu  um contrato de gravação depois de ouvir uma fita - teste e a música chegou ao segundo lugar nas paradas britânicas no verão de 1963. Era a primeira vez que uma música da dupla Lennon/McCartney chegava ao top 10 cantada por outro artista.

A inspiração veio do filme Branca de Neve e os Sete Anões, quando ela canta para os pombos ao lado do poço do castelo "Wanna know a secret?, Promisse not to tell?, We are standing by wishing well" - Querem ouvir um segredo? Vocês prometem não contar? Estamos diante de um poço dos desejos.

 

https://www.youtube.com/watch?v=fg86gG1Cbas

 


A TASTE OF HONEY ( Ric Marlow / Bobby Scott )
Balada típica das preferidas de Paul McCartney. Os Beatles costumavam cantá-la no Cavern e em Hamburgo . Gravada originalmente por Lenny Welch em 1962, a canção ficou mais famosa por uma versão instumental no estilo Jazz. Óbviamente Paul é quem canta.

 

https://www.youtube.com/watch?v=1pKXyo933-c

 


THERE´S A PLACE ( Lennon - McCartney )
A última música da Dupla Lennon-McCartney do disco. Escrita por John, mas cantada junto com Paul.

Assim como "Misery" revelava os sentimentos de isolamento e rejeição que se tornariam uma grande preocupação nas composições de John, essa música apresentava o que viria a ser um tema recorrente; buscar conforto, em seus pensamentos, seus sonhos e suas memórias.

Aqui, John lida com a tristeza da vida se recolhendo na segurança de seus pensamentos. Ele viria a fazer isso de modo mais sofisticado em canções posteriores como "Strawberry Fields Forever", "Girl" , "In My Life", "Rain", "I'm Only Sleeping" e muitas outras.

 

https://www.youtube.com/watch?v=p-7vtu3qGDA

 


TWIST AND SHOUT ( Bert Russel / Phil Medley )
Um dos Hits do disco e o cover mais famoso dos Beatles. Foi a   última música da maratona de gravação do disco. John estava tão rouco que a música deveria sair  perfeita numa  tentativa só pois ele talvez não conseguisse cantá-la depois. A música já havia sido sucesso do grupo americano  Isley Brothers' em 1962, mas os Beatles conseguiram deixá-la mais visceral, e sem dúvida, a voz rouca de John contribui para isso. Um grande fechamento para o disco de estréia dos Beatles.

 

https://www.youtube.com/watch?v=vMje677NaZc

 


 

WITH THE BEATLES
( Parlophone )

Produzido por George Martin

Data de lançamento UK - 22 Novembro 1963
Lançamento em CD - 26 Fevereiro 1987
1 - IT  WON´T BE LONG 
2 - ALL I´VE GOT TO DO
3 - ALL MY LOVING
4 - DON´T BOTHER ME
5 - LITTLE CHILD
6 - TILL THERE WAS YOU
7 - PLEASE MR POSTMAN
8 - ROLL OVER BEETHOVEN
9 - HOLD ME TIGHT
10 - YOU REALLY GOT A HOLD ON ME
11 - I WANNA BE YOUR MAN
12 - DEVIL IN HER HEART
13 - NOT A SECOND TIME
14 - MONEY ( THAT´S WHAT I WANT )

Os Beatles tiveram cinco anos para se preparar para o primeiro álbum e cinco meses para se preparar para o segundo. Depois de anos se reunindo na casa de Paul, com muito tempo livre, eles agora eram forçados a escrever em quartos de hotel, ônibus de turnê e camarins onde quer que tivessem um momento de sossego.

Essas pressões fazem com que a fonte de alguns compositores seque, mas ela provou ser um estímulo positivo para John e Paul, que com o passar do tempo, desenvolveram a habilidade de escrever, quando quisessem, sucessos que chegavam ao número 1.

John e Paul pareciam ter uma sensibilidade natural para descobrir o que seu público queria ouvir. Por entenderem que era importante que cada garota da platéia sentisse que cantavam exclusivamente para ela, muitas canções tinham "you" no título - "From Me To You", "Thank You Girl" e "I'll Get You".

No entanto, se no começo da carreira eles podiam escrever para um público pequeno, que conheciam pessoalmente, com o sucesso tudo mudou. De repente, a polícia tinha de criar formas mirabolantes de transportá-los com segurança, e eles se tornavam famosos em países que nunca tinham visitado.

Ainda assim, no auge da beatlemania muitas vezes sendo perseguidos por hordas de fãs histéricos, eles ainda conseguiam fluxo constante de singles de sucesso. "I Want To Hold Your Hand", por exemplo, foi escrita para o mercado americano e os impulsionou ao topo da parada da Bilboard, fazendo deles os primeiros artistas britânicos a conquistar os EUA. De fato, as viagens internacionais constantes e a mudança para Londres colaboraram para as composições porque expuseram os Beatles a um número muito maior de influências. Todo mundo que eles conheciam parecia querer mostrar algo novo. Através do seu relacionamento com a atriz Jane Asher, Paul estava se familiarizando com musicais, com teatro e a música clássica. Enquanto isso, John estava enfurnado em seu apartamento em Kensington ouvindo discos importados de grupos negros americanos, como The Miracles, The Shirelles e The Marvelettes.

With The Beatles, o segundo álbum da banda, foi uma gravação muito mais pensada que o primeiro, com sessões espalhadas em um período de três meses. Ele chegou ao número 1 na Inglaterra pouco depois  de seu lançamento, em novembro de 1963, e se tornou o primeiro álbum pop a vender mais de um milhão de cópias. Uma versão de With The Beatles, intitulada Meet The Beatles foi lançada nos EUA em janeiro de 1964 e também chegou ao número 1.

 

 

withthebeatles.jpg (29856 bytes)

 

IT WON´T BE LONG  ( Lennon/McCartney )
Gravada em 30 de Julho 1963

Gravada originalmente para ser um Single, a música é de John, que faz o vocal principal.

Composta como uma canção de amor, poderia ser a história do começo da vida dele. Solitário e rejeitado, ele espera a volta da garota que o abandonou e como em diversas outras posteriores essa dramatiza a própria angústia, contrastada à vida despreocupada que imagina que todos levem, acreditando que assim que se reencontrar com sua amada todos os seus problemas serão solucionados.

Uma das coisas que animava John na época da composição era o jogo de palavras que tinham introduzido em torno de "belong" 

Apesar de ser uma pequena inovação para eles, se tornaria um marco de sua escrita mais sofisticada. Ironicamente, quando George usou "don't be long" em "Blue Jay Way", quatro anos depois, Charles Mason achou que ele estava dizendo "don't belong" e tomou isso como uma mensagem para que ele se livrasse da vida em sociedade.

 

https://www.youtube.com/watch?v=29w1FYiHL8Y

 



ALL I´VE GOT TO DO  ( Lennon/McCartney )
11 de Setembro 1963

Balada de John, que canta. Ringo inova um pouco na batida da música, saindo do acompanhamento tradicional. 

A música foi inteiramente criada por John em 1961, e segundo ele era uma tentativa de repetir uma sonoridade à Smokey Robinson, que se sentiu lisonjeado quando eles a gravaram.

 

https://www.youtube.com/watch?v=h67FU5PjL9U

 

 



ALL MY LOVING  ( Lennon/McCartney )
30 de Julho de 1963


Foi concebida como um poema um dia enquanto Paul se barbeava. Ele só a musicou no final do dia, inicialmente imaginado uma canção country. "Foi a primeira vez que a letra veio antes da música", contou. Como muitas canções dos Beatles, agora que eles estavam permanentemente em turnê, era sobre a distância da pessoa amada, mas, enquanto John daria a ela um tom angustiado, Paul tinha uma postura otimista. John que raramente elogiava as canções de Paul, chamou-a de "um trabalho danado de bom".

 

https://www.youtube.com/watch?v=T60Iizm1P50

 



DON´T BOTHER ME  ( Harrison ) 
12 de Setembro de 1963

Primeiro registro em disco oficial de uma música de George Harrison.

Existe a história de que foi composta quando George estava doente no hotel Bournemouth, no meio de uma turnê e Bill Harry fundador do jornal de música de Liverpool Mersey Beat vivia atormentando George sempre que o via para descobrir se ele tinha escrito alguma coisa desde sua primeira composição instrumental, "Cry For A Shadow", incluída em um álbum de Tony Sheridan em 1962 e tudo que ele pedia era que 'não o aborrecessem'. Além da formação original, Paul toca pandeiro e Ringo um bongô árabe.

 

 

 https://www.youtube.com/watch?v=wtHQTVcgoJA

 

 


LITTLE CHILD  ( Lennon/McCartney ) 
12 de Setembro, 03 de Outubro de 1963
Um pouco de falta de insíração... e eis Little Child.  Mesmo assim, a faixa é de pura energia. John toca harmônica e Paul, piano.

A letra fala de de um garoto triste e sozinho que espera uma chance com uma garota. Tudo indica que a ideia inicial tenha vindo de John.

Paul ainda guarda o esboço mais antigo da letra, que é quase idêntica à que conhecemos hoje com exceção da abertura do primeiro verso.

Na gravação ele diz "Now if you want someone to make you feel so fine" - Se você quer alguém que o faça se sentir bem, mas originalmente era "If you want someone to have a ravin' time" - Se você quer alguém com quem se divertir.

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=V7Gj8rzLmbU

 


TILL THERE WAS YOU  ( Meredith Willson ) 
30 Julho de 1963
Balada que se adapta perfeitamente à voz de Paul. A canção é do musical da Broadway 'The Music Man', de 1957, e como em 'A Taste of Honey', Paul incluía esses números quase acústicos entre os rocks mais pesados.

 

https://www.youtube.com/watch?v=CEX7MzLLuHM

 


PLEASE MISTER POSTMAN   ( Dobbin/Garrett/Garman/Brianbert ) 
30 de Julho de 1963
Imortalizada pelos 'Carpenters' nos anos 70, a música é um clássico da gravadora 'Motown', onde foi gravada pelo grupo 'The Marvelettes'. John faz o vocal principal.

 

https://www.youtube.com/watch?v=ZJz9Nk-Ma2E

 


ROLL OVER BEETHOVEN  ( Chuck Berry ) 
30 de Julho de 1963
John costumava cantar essa música na época do Quarrymen, mas acabou passando-a para George. Clássico de Chuck Berry, foi gravada originalmente em 1956. Foi a música que George cantou durante muito tempo na turnê dos Beatles.

 

https://www.youtube.com/watch?v=YCTDj2TiLSA

 


HOLD ME TIGHT  ( Lennon/McCartney ) 
12 de Setembro de 1963
Essa música deveria fazer parte do 1º LP dos Beatles. Foi gravada durante as 1ºs sessões da EMI, mas infelizmente a fita foi perdida. Composta por Paul com ajuda de John. Paul canta.

 

Apesar de ter sido recebida na época como uma música inocente, no estilo "beijinhos e abraços", Hold Me Tight era na verdade, sobre uma relação sexual propriamente dita. O narrador está sozinho com a garota à noite, "fazendo amor".

A maioria das canções de amor da época não costumava ser tão ousada.

 

https://www.youtube.com/watch?v=bQkp8L0-lHA

 


YOU REALLY GOT A HOLD ON ME  ( Willian 'Smokey' Robinson ) 
18 de Julho de 1963
Outra música da 'Motown', gravada por 'The Miracles' em 1962. John canta.

 

https://www.youtube.com/watch?v=avFHt6xm9j0

 


I WANNA  BE YOUR MAN  ( Lennon/McCartney ) 
11, 12, 30 de Setembro, 03,23 de Outubro 1963
Escrita por Paul, com ajuda de John, essa música foi dada de presente aos 'Rolling Stones' quando estes encontraram os Beatles numa rua de Londres. A versão dos Beatles é cantada por Ringo, que geralmente esquecia que a música tinha 2 versos, e cantava apenas um nas versões ao vivo...

Apesar de não ter uma grande voz de cantor, a cada show Ringo interpretava uma canção que estivesse dentro do seu alcance vocal e essa tradição foi mantida no decorrer dos álbuns, transformando sua participação numa espécie de pausa. Foi com ele em mente que Paul começou a escrever a música, básica de quatro acordes om uma letra que não ia muito além das cinco palavras do título e que se tornou conhecida na versão dos Stones, tornando-a em outubro de 63 a número 12 na Inglaterra, ajudando a banda a se tornar um grupo de peso, tirando aquela mística de que Beatles e Stones eram inimigos mortais, e mostrando que eram amigos próximos que apareciam nas gravações uns dos outros.

 

https://www.youtube.com/watch?v=qH2XX3T9Emc

 


DEVIL IN HER HEART  ( Richard Drapkin ) 
18 de Julho 1963
Raramente George cantava mais do que 2 música por LP, mas nesse disco seus companheiros foram 'generosos' e ele ganhou 3. Outra música de um grupo feminino americano, 'The Donays', de 1962.

 

https://www.youtube.com/watch?v=gGZK_hEd15g

 


NOT A SECOND TIME  ( Lennon/McCartney ) 
11 de Setembro 1963
John canta essa música ( com voz dobrada ). perceba como no final da música ele canta o verso '..not a second time....' exatamente igual a '...all I´ve got to do...'.

Mais uma vez a inspiração vem de Smokey Robinson and The Miracles segundo Paul.

É outro exemplo de John permitindo que seus sentimentos, nesse caso a mágoa, tomassem conta de seu trabalho. Depois de sofrer por rejeição, a reação do compositor é conter suas emoções para evitar que se machuque de novo.

 

https://www.youtube.com/watch?v=hJRdOhBvwN0

 


MONEY ( THAT´S WHAT I WANT )  ( Berry Gordy/Janie Bradford ) 
18, 30 de Julho, 30 de Setembro 1963
O último cover do disco, e o 3º da Motown. O equivalente a Twist and Shout do 1º disco, Money foi um hit de Barret Strong em 1960. John fez pequenas inclusões na letra da música, quando no final canta ' I wanna be free'. George Martin toca piano.

 

https://www.youtube.com/watch?v=scdZayaNwTE

 


 

 

 


 

A HARD DAY´S NIGHT
( Parlophone )

Produzido por George Martin
Data de lançamento UK - 10 Agosto 1964
Lançamento em CD  - 
26 Fevereiro 1987
1 - A HARD DAY´S NIGHT 
2 - I SHOULD HAVE KNOWN BETTER
3 - IF I FELL
4 - I´M HAPPY JUST TO DANCE WITH YOU
5 - AND I LOVE HER
6 - TELL ME WHY
7 - CAN´T BUY ME LOVE
8 - ANY TIME AT ALL
9 - I´LL CRY INSTEAD
10 - THINGS WE SAID TODAY
11 - WHEN I GET HOME
12 - YOU CAN´T DO THAT
13 - I´LL BE BACK

Em 1964 os Beatles  já estavam consolidados como a melhor banda do planeta. Haviam conquistado os Estados Unidos, vendiam como nunca, seus shows eram disputadíssimos, faziam apresentações especiais para a rádio, tinham vários singles nas paradas e participavam de programas de TV. Nessa agenda apertadíssima, só faltava uma coisa ao grupo: Fazer um filme.

Acompanhando o lançamento do filme da United Artists, 'A Hard Day´s Night', esse 3º LP dos Beatles foi o primeiro a conter só composições do grupo, e o ÚNICO a conter só canções de Lennon / McCartney.

Como o filme foi rodado as pressas, o álbum foi gravado da mesma maneira, ou seja, John Lennon e Paul McCartney tiveram MENOS DE 2 SEMANAS para compor e ensaiar as músicas da trilha, ou seja, praticamente o lado A do LP.

O Lado B  foi composto durante as filmagens, e apesar de não fazer parte do filme, são músicas de qualidade indiscutível.

Outro fato significante do disco é de que George canta apenas uma música, e pela primeira vez, Ringo não canta nenhuma. 10 das 13 músicas são praticamente de John, sendo o restante de Paul.Não há dúvida nenhuma de que John dominava nesta primeira fase dos Beatles.

Durante as sessões de gravação do disco, os Beatles ainda gravaram um EP - 'Long Tall Sally', com 3 covers, e uma ( mais uma ) canção de John, 'I Call Your Name', que poderia facilmente ser incluída no disco.

O Disco ficou no 1º lugar das paradas  por 21 semanas, só sendo desbancado por outro disco dos Beatles ( o subsequente ' Beatles for Sale' ).Nos Estados Unidos o LP saiu com o mesmo nome ( A Hard day´s Night ), porém só com as músicas do lado A, somadas a versões orquestradas de George Martin. O restante do disco original só sairia no LP americano ' Something New'.

A mixagem original foi feita em Mono, porém, nos discos americanos saiu em estéreo. No CD, mais uma vez George Martin optou por lançá-lo em Mono. Fato discutível, pois o estéreo desse disco é muito bom. Prova é que as músicas desse album, quando são acrescentadas em algum CD coletânea, aparecem em estéreo.

 

 

A HARD DAY´S NIGHT ( Lennon/McCartney )
Gravada em 16 de Abril de 1964
Lançada como Single um mês antes do LP, a música foi título do filme por inspiração de uma frase de Ringo, que inadvertidamente comentou 'É a noite de um dia duro'. John a compõs quase inteira, sendo que a parte do meio é de Paul. Pela primeira vez os dois obedecem a fórmula de que 'quem fez, canta', e a música é um belo exemplo dos dois dividindo os vocais em refrões diferentes. Isso os acompanharia até o final do grupo.George havia adquirido uma Rickenbaker de 12 cordas, e o acorde inicial é dessa guitarra. A guitarra seria a marca registrada de George em todo ano de 1964, e acabaria por influenciar o estilo de outros grupos, como 'The Byrds'.

O Single ' A Hard Day´s Night' foi o 3º do grupo a alcançar o 1º lugar em menos de uma semana depois do lançamento.

 

https://www.youtube.com/watch?v=fG2evigIJIc

 


I SHOULD HAVE KNOWN BETTER  ( Lennon/McCartney )
26  de Fevereiro de 1964
Composta basicamente em cima de 2 acordes, essa música é típica de John, que assim como outras do mesmo período, usa sua harmônica para compensar a falta de outros instrumentos, mas sem por isso, deixar de ser brilhante.

 

https://www.youtube.com/watch?v=sVemUWvl_z4

 


IF I FELL  ( Lennon/McCartney )
27 de Fevereiro de 1964
Naquela época a diferença de estilos entre John e Paul não eram tão significantes. Apesar de ser mais 'rocker' que seu companheiro, foi John Lennon quem compôs essa balada. John e Paul dividem o vocal, e apesar de Paul fazer a 2ª voz, e esta a mais significativa. Na versão em estéreo ( não disponível em CD ) Paul dá uma engasgada na frase '...was in vain...', o que não acontece na versão mono.

 

https://www.youtube.com/watch?v=DM_7gGlIFfg

 


I'M HAPPY JUST TO DANCE WITH YOU  ( Lennon/McCartney )
01 de Março de 1964
George Harrison dá as caras... e para por aí. A única música cantada por George no disco não é dele ( e também nenhum cover ). É sim, de seu amigo John Lennon.

 

https://www.youtube.com/watch?v=yMsUDgQWUxI

  


AND I LOVE HER  ( Lennon/McCartney )
27 de Fevereiro de 1964
A 1ª música genuinamente McCartney do disco.  Inspirada em sua namorada da época, Jane Asher, Paul tentou exaustivamente dar-lhe o melhor arranjo durante 3 dias, até perceber que o melhor talvez fosse ambientá-la do modo acústico. Fugindo do tradicional, os Beatles a gravaram com violões e bongôs, e sem dúvida, transformaram-na num hit.

 

https://www.youtube.com/watch?v=DWJ1u_sp9gc

 


TELL ME WHY  ( Lennon/McCartney )
27 de Fevereiro de 1964
Outra composição de John. Daquelas que grudam na cabeça e não saem mais. John canta, mas no refrão sua voz é somada com a de Paul e George.

 

https://www.youtube.com/watch?v=zeyeO4d5-Qw

 


CAN'T BUY ME LOVE  ( Lennon/McCartney )
29 de Janeiro de 1964
Lançada como o 1º single de 1964, a música foi incluída no disco como um dos momentos mais hilários do filme, Onde os Beatles pulam num campo feito uns loucos. Gravada  no estúdio Pathé Marconi em Paris, os garotos tiveram apenas poucas horas para finalizá-la, arranjá-la  e finalmente gravá-la, junto com as versões em alemão de 'She Loves You' e 'I Wanna Hold Your Hand'. Foi uma das primeiras incursões dos Beatles fora dos Estúdios da EMI em Abbey Road. A música é de Paul, e cantada por ele. George colocou seu solo de guitarra depois, por meio de overdub ( pode-se ouvir o original por baixo dele ).

 

https://www.youtube.com/watch?v=srwxJUXPHvE

 


ANY TIME AT ALL  ( Lennon/McCartney )
02 de Junho de 1964
Apesar de não fazer parte do filme, a música foi finalizada enquanto os Beatles a gravavam. A pressão dos compromissos muitas vezes faziam com que os Beatles levassem as músicas incompletas para o estúdio de gravação. Música de John, que canta. George Martin acrescentou um piano ao solo.

 

 

 

 

 

 

I'LL CRY INSTEAD  ( Lennon/McCartney )
01 de Junho de 1964
Originalmente deveria ser incluída no filme, mas o diretor Richard Lester não encontrou espaço para ela Uma das primeiras músicas dos Beatles influenciada pela Coutry Music americana.Composta por John, é ele quem canta. Na versão americana, ela ganha um verso 'extra' ( na verdade, uma remixagem que a deixou mais longa ).

THINGS WE SAID TODAY  ( Lennon/McCartney )
02 de Junho de 1964
A 3ª música inteiramente de Paul no disco. Paul estava experimentando compor em acordes menores, e a música veio praticamente em cima de um único acorde. Óbviamente, é Paul quem canta.

WHEN I GET HOME  ( Lennon/McCartney )
02 de Junho de 1964
Mais uma música de John. Ele canta com o apoio de Paul e George.

YOU CAN'T DO THAT  ( Lennon/McCartney )
25 de Fevereiro / 22 de Maio de 1964
Inspirada no Rhythm & Blues americano, A música foi lado B do Single 'Can´t Buy Me Love', e sua base gravada no mesmo dia das gravações do Estúdio Pathé Marconi. Os vocais foram colocados mais tarde em Abbey Road. Pela primeira vez, é John que faz o solo de guitarra. John também canta.

I'LL BE BACK  ( Lennon/McCartney )
01 de Junho de 1964.
A última música do disco, e mais uma vez, de John. Soando mais como uma melodia 'a McCartney', John prova que sabe fazer belas baladas.Cantada quase que praticamente em 3 vozes, os Beatles adotam a fórmula usada em 'This Boy', e o grupo começa a ser reconhecido também pelos belos arranjos vocais.